Um facto sobre mim #5

By J* - 10:45:00


Dificilmente passo vários dias sem falar com a minha mãe (vá, dois dias no máximo).
Eu e a minha mãe temos uma ligação daquelas de melhores amigas. Eu sei que há muita gente que não concorda com este tipo de ligação - dizem que mãe é mãe e não melhor amiga. E sim, eu também concordo, mas também acho e por experiência própria, que é possível ser-se os dois. Afinal de contas a minha mãe é mãe e melhor amiga.
Desde novos, que tanto eu como o meu irmão sempre nos sentimos super à vontade para falar com a minha mãe sobre tudo. Mesmo sobre tudo. 
Eu chegava da escola e lá contava tudo o que se tinha passado à minha mãe. Durante anos, ouviu-me, aconselhou-me, ralhou-me e por isso é que digo que fez (e continua a fazer) os dois papéis - mãe e melhor amiga.
Quando fui para a universidade falava ao telemóvel com a minha mãe todos os dias. Às vezes mais do que uma vez por dia. Lembro-me de ir a pé para a universidade depois do almoço e ela ir-me a fazer companhia pelo telefone. Ou várias vezes que estava no intervalo à espera para entrar para as aulas e lá estava eu ao telefone com ela, enquanto os meus amigos mandavam beijinhos para ela!
Nunca tive vergonha de dizer que estava a falar com a minha mãe ao telefone. Nunca tive vergonha de ser acompanhada pela minha mãe até ao meu 12º ano, de manhã quando apanhava o autocarro a meia dúzia de metros de minha casa. Muito menos tinha vergonha de quando me ia esperar ao final da tarde. Aliás até comentava com os colegas que saíam na mesma paragem que a minha mãe naquele dia não me tinha ido esperar.

No primeiro ano em que fui passar uns dias de férias com o meu namorado, a minha mãe não me ligou no primeiro dia. Achei estranhíssimo. À noite, antes de jantar liguei-lhe eu. Perguntei-lhe porque não me tinha telefonado, ao que ela respondeu que não me queria incomodar. Até soltei uma gargalhada. A minha mãe incomodar?! Pois. Disse-lhe que no dia seguinte era para ela me ligar. E assim foi.

Há quatro anos que moro com o meu namorado, mas almoço todos os dias em casa da minha mãe. Todos os dias estou com ela, com excepção de alguns fins de semana. Até posso passar algum sábado e domingo sem lhe ligar mas é o máximo que consigo. 
Não me lembro de me chatear a sério com a minha mãe. A última vez deveria ter sido na minha época de adolescente (onde isso já vai) em que conseguia ficar alguns dias sem lhe falar (por casmurrice). Agora acho praticamente impossível isso acontecer.

Não vejo muitos amigos a ter este tipo de relação com os pais. Talvez por isso me sinta um bocadinho privilegiada (e o meu irmão também). Ela é a melhor mãe do mundo, mas também é a melhor amiga que podíamos ter!

  • Share:

You Might Also Like

6 comentários

  1. Revejo-me em tudo o que disseste! Também sou incapaz de passar muito tempo sem falar com a minha mãe que, para além de mãe, também é a minha melhor amiga! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Eu também falo todos os dias com a minha mãe, nem que seja só por dois minutos para saber se está tudo bem por casa.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  3. Adoro! Não tenho essa relação com a minha mãe quer dizer, damo-nos muito bem, mas sem tanta proximidade.
    Mas tenho essa mesma relação com a minha filha e adoro, mas adoro mesmo que ela não tenha vergonha de ser tão ligada a mim. Espero que continue assim e evolua como a vossa relação 😊

    ResponderEliminar
  4. Se são felizes assim, é o que importa! :)

    ResponderEliminar
  5. Eu falo todos os dias com a minha e, salvo raras excepções,vou todos os dias almoçar com ela (nos meus dias de trabalho) ou visita-la nas minhas folgas ehehe

    ResponderEliminar
  6. Também falo todos os dias com a minha mãe :)

    ResponderEliminar