21 fevereiro, 2017

Memórias

Hoje por coincidência a caminho de casa da minha mãe encontrei o autocarro que transporta as crianças, e adolescentes da escola para aquela zona, e lembrei-me do quanto eu andei de autocarro. Desde que iniciei o ensino básico até ao final do ensino secundário ia todos os dias de autocarro para a escola. E são tantas a recordações dessas viagens!

Logo no início morria de medo de perder o autocarro. Como percorria ainda alguns metros a pé até à paragem estava sempre com receio de não chegar a tempo. Só descansava quando ele passava primeiro num sentido, porque sabia que mais 5 ou 10 minutos ia parar ali, e eu não o ia perder.
Depois esse constante receio foi desvanecendo com o hábito. Os lugares já estavam marcados, a nossa companheira do lado também, e durante o percurso, cerca de 15 minutos, lá íamos nós a conversar sobre o dia que tínhamos pela frente! Já mais velha, fazia muitas vezes o caminho mais calada que isto de acordar e ter boa disposição não é para todos!

Era uma confusão quando o autocarro de freguesia ao lado por algum motivo não podia ir e tinha de ser o nosso a fazer a recolha também lá. Éramos tantos dentro do mesmo autocarro que nem sei se era seguro fazer o transporte de crianças naquelas condições. Mas a verdade é que nunca nos aconteceu nada!

E quando de regresso a casa o condutor se esquecia da nossa paragem?! Era ver toda a gente a gritar para ele parar, e nós a termos de andar ainda mais uns metros porque ele acabava por parar mais abaixo do sítio correto.

Ah... E mais. Em todos esses anos em que andei de autocarro a minha mãe acompanhava-me até à paragem de autocarro todos os dias de manhã, e esperava-me todos os dias à tarde. Sim, todos os dias! Até eu entrar na Universidade e sair de casa. Nunca em momento algum senti vergonha, de já me sentir maior, e mesmo assim ter a companhia da minha mãe para este trajeto. Sabia tão bem de manhã ela aturar o meu mau humor, e de tarde ouvir o relato entusiasta do meu dia!


As memórias são tantas, que hoje, quando avistei o autocarro lembrei-me duma série delas, e ri-me! Sozinha no carro ri-me, ao lembrar de quando era mais nova e fazia daquele meio, o meu meio de transporte

6 comentários:

  1. Acho que era o que eu menos gostava e menos saudades tenho dessa altura! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. eu não gostava nada de ir no autocarro :)

    ResponderEliminar
  3. Há recordações tão boas (= E às vezes são coisas que, na altura, nem nos pareciam importantes!

    ResponderEliminar
  4. E agora também eu recordei esses tempos em que viajava de autocarro até à escola!! Bons tempos :)

    ResponderEliminar
  5. Olá =)!

    Descobri o teu blogue por acaso e já gostei muito =)!

    Por acaso tive a sorte de ter tido sempre a companhia da minha mãe no autocarro desde o básico até à Universidade e isso só me confortou nunca envergonhou! Aliás, hoje trago essas memórias bem presentes comigo!

    Beijinhos,
    Joana*

    ResponderEliminar
  6. São excelentes memórias que acabam por ficar sempre connosco! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar