25 janeiro, 2017

Amor na terceira idade.

Nunca fui muito próxima dos meus avós. Vivem numa localidade a alguns quilómetros de distância da minha residência e apesar de os visitar frequentemente, nunca consegui criar laços com eles de avós e netos. 
Há 4 anos atrás a minha avó paterna faleceu, sendo que o marido dela morreu muito novo e eu nunca o conheci. Assim mantenho o meu avó e avó maternos. Moravam os dois na sua casinha, e com os seus feitios lá se iam "aguentando".
Infelizmente, há umas semana atrás, e também devido à idade (84 anos) o meu avô começou a ter muitos problemas respiratórios o que o empurrou várias vezes para o hospital. Neste momento, já não está capaz de ficar sozinho, e como tal tiveram de se mudar para a casa da minha tia. O problema é que esta mudança acaba por afetá-los, porque as suas rotinas foram completamente alteradas, e também porque tiveram de sair do seu lar de há anos!

A minha avó é completamente independente, e gosta de sair de casa, passear e continua a ir à sua casa regularmente durante o dia, mas o meu  avô infelizmente mantém-se na cama ou no sofá!
Esta mudança  apesar de trazer as condições que o meu avô precisa está a deixá-lo muito abalado e tudo porque não tem a minha avó por perto dele.
Também eu quero chegar aos 80 e muitos anos e ouvir do meu namorado, o que ouvi da boca do meu avô sobre a minha avó:
- Oh, eu queria era a minha velha aqui comigo!

Devo salientar que o meu avô é um amor de pessoa, e apesar da minha avó também o ser, é bem mais dura e fria que ele. Mesmo assim, ele não dispensa a companhia daquela que é mulher dele há anos, e sente mesmo a falta dela!

 
 
 

7 comentários:

  1. Essas histórias são tão bonitas! Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Lindo! Ainda bem que ainda há amores assim :)
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. É tão bom saber que ainda há amores assim, tão sinceros!

    Beijinhos, Hellen ❤
    http://instantesimprovaveis.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. É lindo!! pena que hoje em dia não aja esses sentimentos tão lindos.
    Beijinhos
    http://asreceitasdasisi.blogspot.pt/

    ResponderEliminar