03 novembro, 2016

A inveja, os outros e nós!

"A inveja é um sentimento muito feio".
Quantas vezes já ouvimos esta expressão? Que por sinal faz todo sentido, afinal de contas a inveja é um dos sete pecados mortais.
Há gente muito invejosa.  Há gente só um bocadinho invejosa. Há uns invejosos de tudo e de nada. Há os invejosos só às vezes. Há os invejosos de longe e os invejosos de perto. Há os invejosos claros. Há os invejosos que o fazem pela calada. Todos nós conhecemos algum tipo de invejoso. Nós próprios com certeza já sentimos alguma desta inveja!
É por isso que me custa que a inveja ande na boca do mundo para a culpabilizar de tudo e de nada!
Ora vamos esclarecer... Eu não sou céptica, portanto tenho crença em algo, e sou capaz de acreditar em uma ou outra coisa do além! Sou do género: " No creo en brujas, pero que las hay, las hay"! Como tal, já em várias situações e contextos a conversar com alguém próximo ou não, falamos de idas a cartomantes, bruxas, feiticeiras (o que quiserem chamar) e a grande maioria de afirmações que estes(as) senhores(as) conseguem mandar para o ar é:
-"Existe muita inveja à sua volta" ou 
-"Ui...Precisa urgentemente de umas mezinhas porque está rodeada de inveja por todo lado" ou
-"Há alguém muito próximo que lhe tem muita inveja"

MAS HÁ ALGUÉM QUE ACREDITA NISTO? OU MELHOR, HÁ ALGUÉM QUE ACHE ISTO RELEVANTE?! 
(Desculpem o caps Lock mas isto enerva-me profundamente!!!!)

Parece que sim, porque pelo menos eu tenho conhecimento de algumas pessoas que acha que isto é uma descoberta fora de série, e que acaba por se sentir um supra-sumo qualquer que toda a gente que conhece e não conhece, lhe tem inveja até pelas cuecas de renda que comprou na semana passada na feira!!!! 
Nós sentimos inveja, seja daquela assim mais irrelevante, tipo daquela super famosa que esteve de férias imensos dias naquele país que já desejamos conhecer desde que nascemos, até aquela inveja mais mesquinha de que não suportamos a nossa colega de trabalho porque ganha mais que nós!
Agora não podemos achar que a nossa vida se resume à inveja. Que tudo nos corre mal porque tem inveja de nós. Que o nosso relacionamento vai por água abaixo porque alguma estúpida tem inveja da nossa felicidade, ou que não arranjámos emprego porque a nossa prima em sétimo grau não me quer ver bem, ou milhares de outras situações.

A inveja vai estar sempre presente, nós vamos sentir, alguém há-de sentir de nós, mas ela não molda o nosso destino por isso toca a trabalhar para alcançar os objetivos e deixem lá a vizinha do prédio em frente espreitar pela janela e roer-se de inveja à vontade, enquanto andam a pavoniar-se pela casa de mini-calções a mostrar as pernaças jeitosas que Deus lhe deu (ou não!!!).

Sem comentários:

Enviar um comentário